Hoje, 23 de Abril, é dia de São Jorge. Dia de Ogum na Umbanda.

Todos sabemos que São Jorge é São Jorge e Ogum é  Ogum.  Este sincretismo nasceu pela criatividade dos negros escravos que querendo cultuar seu Orixá dentro da catequização imposta pela igreja, identificaram a semelhança de arquétipos entre São Jorge e Ogum, cultuando o Orixá pela imagem do Santo Católico.

Como a Umbanda é uma religião brasileira e Cristã, forjada a partir dos preceitos religiosos existentes no país no início do século passado (Católico, Espírita, Indígena e Africano), é comum e natural encontrar-se imagens de Ogum e São Jorge, lado a lado, nos Altares Umbandistas.

Por outro lado, na África não existe um dia específico (no ano) para Ogum, então adotou-se no Brasil, a data de São Jorge para comemorarmos o Orixá do metal, dos caminhos e da luta. Data esta usada inclusive pela maioria das Casas de Candomblé. E, embora o Santo e o Orixá sejam entidades distintas, essa associação é perfeitamente válida, pois nos fornece uma data, um momento no ano, onde todas as mentes se unem em uma só vibração nesta gigantesca egrégora sintonizada com a  energia de Ogum. E isto é muito importante.

É a hora certa para fazer suas orações pedindo forças para enfrentar seus carmas, seus desafios em cada sagrado dia de sua vida, ao Senhor dos Caminhos.

 

 

“Ogum, meu pai,  abra todos os nossos caminhos, nos dê coragem para enfrentarmos as aulas que o aprendizado da carne nos reserva, nos dê luz para sabermos escolher a estrada certa e  nos dê a prosperidade para aumentarmos o patrimônio de nossas boas realizações pois este é o único bem que poderemos levar para a pátria espiritual.”

 

Ogunhê meu Pai

Ogunhê Ogum de Lei

Ogunhê Ogum Xoroquê