Sabem aquele ponto nas costas, sobre o Omoplata esquerdo, onde a entidade colocando sua mão durante o passe nos pergunta: É aqui que dói? e respondemos: Exatamente aí!

Pois bem, apresento-lhes o Chakra Umeral.

Todos devem conhecer, ou pelo menos ouvido falar dos 7 chakras principais ou Magnos: Básico, Esplênico, Umbilical ou Plexo Solar, Cardíaco, Laríngeo, Frontal e Coronário.  Como já disse, estes são os principais mas não os únicos chakras que possuímos. Existe uma série de outros chakras, como por exemplo nos pés, joelhos, mãos,…e entre eles o pouco conhecido Umeral.  Desenvolvido apenas em algumas pessoas, situa-se no terço médio do omoplata esquerdo e, desenvolve a capacidade do paciente estar em contato com vibrações mais sutis e filtra essas energias.

Seu formato é o de uma Lemniscata ( , um oito deitado) e os antigos o descreviam como asas de seres iluminados.
É ligado ao corpo físico através do correspondente Plexo Solar, e deste para os membros superiores (braços, antebraços e mãos).
Em equilíbrio tem a cor azul celeste. Quando estamos enfraquecidos a cor predominante é o amarelo.

É um chakra extremamente importante para avaliarmos se estamos com algum problema espiritual.
Ele mantém a nossa individualidade e depende do desenvolvimento do chakra do plexo solar, ou seja, da proteção do baço. Rege todas as energias que habitam o nosso espaço e as organiza.

Ele também processa as energias do ambiente e, filtra as energias densas que transitam no nosso campo energético. Quanto mais percebermos e desenvolvermos as nossas qualidades vibratórias, mais estaremos trabalhando o chakra umeral.

Basicamente esse chakra se desarmoniza por três fatores:

1) Vivência de padrões pessimistas, negativos e derrotistas. Por exemplo: “tudo na vida para mim é difícil”, ou “esse tipo de coisa só acontece comigo”, “eu não mereço isso”, “eu não tenho capacidade para realizar essa tarefa”, etc.

2) Quando a pessoa está tão desarmonizada (buracos áuricos), que acaba ficando exposta, vulnerável à energia dos ambientes ou pessoas com que se encontra, em que haja uma vibração não muito boa.

3) Por energias intrusas ou espíritos obsessores. Uma desarmonia espiritual pode estar relacionada com o chakra Coronário que é por onde recebemos a energia cósmica ou com o Umeral que conta o grau de vulnerabilidade que o paciente está em relação a energias negativas.

É através da união deste chakra com os chakras Laríngeo, Coronário, Plexo Solar, Umbilical e Básico, que se permitem e proporcionam as ligações por fios, chamadas popularmente de incorporações.

Ele trabalha a proteção psíquica e é o responsável por toda relação mediúnica entre os planos Físico e Espiritual:

1 – Básico – obsessões sexuais e possessões;

2 – Esplênico – vampiros;

3 – Umbilical – sofredores e obsessores;

4 – Cardíaco – passistas (mentores) e efeitos físicos;

5 – Laríngeo – mentores, por psicofonia;

6 – Umeral – mentores por psicografia automática.

7 – Os chakras Frontal e Coronário não permitem a incorporação de entidades espirituais, mas têm outras capacidades características, como vidência direta ou mental, visão astral, clarividência, etc.

Veja também:

Chakras

MuladharaSvadhisthanaManipuraAnahataVishuddhaAjnaSahasrara

O Chakra Umeral

————————————————————————–

adaptado do original: http://espiritualismo.info/chacras1.htm#_Chakra_Umeral