Xangô, o Vencedor

Se não é exatamente uma curimba, aos poucos está se transformando, tão bela é essa canção

de Ruy Maurity.

Xangô, o Vencedor

por Rita Ribeiro

Por detrás daquela serra,
Tem uma linda cachoeira!
É de meu pai Xangô!
Que arrebentou sete pedreiras!

Foi água nascendo na fonte e espinho na flor!
Do seu medo escondido nasceu a coragem de ser vencedor.
Punhal na mão, no peito um escudo mais fiel,
de quem na terra concebeu o céu!

São sete pedreiras que ele aprendeu a quebrar,
na faísca da furia, no raio da chuva à luz do luar!
Lavou o corpo com o vinho amargo do suor,
e fez do próprio bem, de todos os males, talvez o menor!

 

468 ad

2 comments

  1. NELSON COIMBRA DE SENNA DIAS /

    JÁ ESTÁ NA HORA DE ACABAR COM O USO DA BEBIDA ALCOÓLICA E FUMO DURANTE OS TRABALHOS DE TERREIRO. É SABIDO QUE O FUMO E A BEBIDA ALCOÓLICA SÃO NOCIVOS AO CORPO HUMANO. SE A UMBANDA É PARA FAZER O BEM, ENTÃO, EIS O PARADOXO.

    • Salve suas Forças Nelson

      Me permita discordar de sua opinião. Não se pode confundir o uso profano com uso ritual de álcool e tabaco. São duas práticas absolutamente distintas.
      Você pode ter uma noção melhor sobre o assunto clicando aqui.

      Amleto

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »